ATENÇÃO! MUITA ATENÇÃO!

Olá a todos e todas! Está chegando o nosso XXVIII ENECS e alguns informes precisam ser dados para uma boa dinâmica de encontro:

1 – Só terão acesso a alimentação e as culturais quem estiver credenciado de acordo com o pagamento feito, ou seja, com a pulseira e o crachá fornecidos no momento do credenciamento.

2 – Por conta de uma medida solicitada pela UECE, no horário das culturais pessoas sem identificação (pulseira) serão retiradas do Campus, foi uma imposição que infelizmente tivemos que acatar para garantir as condições estruturais para recebe-lxs.

Esperamos vocês em Fortaleza e que possamos tocar um encontro de maneira responsável, porém sem caretice.

Abraços

C.O XXVIII ENECS

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Como chegar na UECE?

Fortaleza é uma cidade relativamente fácil de circular. A maioria das ruas é reta, sem aquelas ladeiras e curvas típicas de várias capitais. O ônibus custa R$ 2,20 (estamos tentando diminuir para R$ 2,00!) e há vários terminais (mini rodoviárias) que ligam a cidade. Uma vez dentro do terminal você não precisa pagar novamente para pegar outro ônibus. Nas ruas, se for pedir informação, as pessoas provavelmente não saberão o número dos ônibus e sim, a rota, que é sempre nesse esquema: origem – destino – via. Ex: Parangaba (origem) –Papicu (destino) Montese (via). Se nenhuma das dicas abaixo contempla a sua rota aventureira, entre em contato com a C.O e poderemos dar mais dicas. Lembre-se que apesar do clima bom e pessoas simpáticas você está em uma das cidades mais desiguais do mundo e as contradições estão por todos os lados. Fica a dica e um ótimo Enecs!

Delegações:

BR 116 – O acesso pela BR 116 é preferencial para quem vem do Centro-Sul do país. Fortaleza é o Km 0, então não tem erro. O acesso mais fácil à UECE é seguir na BR 116 até o acesso ao viaduto que vai para o Aeroporto. Esse viaduto fica em frente a um Atacado chamado Makro. Atenção na sinalização. O aeroporto fica a uns 3 ou 4 km desse ponto. Após passar o aeroporto tem um novo viaduto e dessa vez vocês passam por cima do viaduto e pegam o acesso à direita para passar embaixo do mesmo viaduto. Agora está na Av. Bernardo Manuel(ou Expedicionários). Siga até o cruzamento com a Av. Dedé Brasil e dobre à direita nesta avenida. A UECE fica a mais ou menos 1 km desse ponto na Av. Dedé Brasil.  

mapa 1

Mapa 1: Acesso da BR116 à UECE Itapery

Já para quem vem de Recife, João Pessoa, Natal e Mossoró há a possibilidade pegar a CE 040 em Aracati em vez da BR. Na altura do bairro Messejana dá pra ter acesso à BR 116 e cumprir o mesmo itinerário descrito anteriormente.

BR 222 – Essa BR é indicada para quem vem do Norte, Maranhão e Piauí. Na entrada da cidade basta pegar o Anel Viário até a rotatória. Acessar a terceira saída para a Av. Gen. Osório de Paiva em direção ao centro de Fortaleza. No final dela vocês devem pegar a rua Eduardo Perdigão à direita. Fica bem em frente ao Ginásio da Parangaba e à Lagoa. Vocês devem seguir nela até depois do terminal de ônibus e acessar a Av. Dedé Brasil. A UECE fica a mais ou menos 1,5 km desse ponto

mapa 2

Mapa 2: Acesso da BR 222 à UECE itapery

Aéreo: Do Aeroporto de Fortaleza, o acesso à Uece Itaperi é fácil e rápido. No subsolo passa o ônibus 066 – Parangaba – Papicu – Aeroporto. Saindo do aeroporto, após o viaduto ele percorre alguns metros na Av. Expedicionários e logo em seguida pega a Av. Dedé Brasil. Você desce na terceira parada bem em frente à UECE. Em caso de dúvida pergunte ao motorista.

Rodoviário: Da rodoviária não passa nenhum ônibus que dê acesso direto à UECE Itaperi. Você terá que pegar um ônibus que vá para o terminal da Parangaba. Saindo da rodoviária, caminhe em direção à Av. Borges de Melo e pegue o 044 – Parangaba – Papicu – Via Montese. No terminal, pegue o 066 (Paragaba – Papicu – Aeroporto), 215 (Parangaba – Messejana) ou 391 (Parangaba – Passaré). Todos vão pela Av. Dedé Brasil e dentro de 05 minutos você deve ver a UECE à sua direita.

Táxi: Os táxis não são caros. Do aeroporto deve custar uns 15 reais (há duas cooperativas, uma delas tem preços tabelados). Da rodoviária de 20 a 25 reais. Os táxis credenciados são brancos.

mapa 3

Mapa 3: A = Aeroporto; B = UECE; C = Rodoviária Eng. João Tomé

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Contagem Regressiva!

Contagem Regressiva!

E vc aí, já arrumou as malas?!

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Inscrições de R$ 80 adiadas até dia 12 de julho

Gente, corre!!!!! vai na página “Inscrições” e vê tudo direitinho, adiamos até e somente até sexta devido ao pedido de muitas escolas as inscrições de R$ 80 reais. QUEM DEPOSITOU JÁ OS R$100 não se preocupe que você terá seu dinheiro de volta ou pode comprar uma blusa e uma caneca do encontro que tá babado! :D

alegria-e-tristeza1

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Sobrevivendo ao ENECS Fortaleza!!!

Sobrevivendo ao ENECS

Se liga, tu que vem pra cá
Escute o que eu vou dizer
São algumas palavrinhas
Que preparamos pra você

A uece é o lugar
onde todo mundo vai estar
a c.o, coordenadores
gente bonita de todo lugar

Por isso é importante,
a uece conhecer
Para quando chegar aqui
não rolar de se perder

São quatro blocos de alojamento
E uma área pra acampar
se por ventura houver a duvida
é só a c.o procurar!

Quando chegar, preste atenção!
Vá fazer o credenciamento
É importante credenciar,
Então se ligue no movimento!

Em frente ao auditório,
Tudo com o comprovante na mão
Vai assinar pra comprovar
O momento da inscrição

Pra que tudo ocorra bem
É necessário assinar
Um acordo coletivo
Pra festa poder rolar

Depois do credenciamento
É a hora de alojar,
Junto com os coordenadores
Com a sua escola, encaminhar.

Ajeite as coisas direitinho
Desface a mala com cuidado
Depois de tudo no cantinho
Em casa estará alojado

Antes de vir, preste atenção
É importante o que vamos dizer
Algumas coisas dentro da mala
Não pode esquecer de trazer!

Traga lençol e seu colchão
sua barraca, se for acampar
E o kit sobrevivência,
Prato e talher pra merendar

Papel higiênico é sempre bom,
Pra mode um dia talvez faltar
Sua toalha e seu caneco
Pra bacia poder provar

Um repelente pra toda gente
Porque tem mosca no alojamento
E um protetor, desses solar
Pra não ficar com o rosto ardendo

E além disso, venha disposto
Temos muito o que fazer
No ceará a gente te espera
Pra um lindo encontro acontecer

 

 

E que diabos eu tenho que levar, hein?

enecssurvive

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Saiba mais sobre os Grupos de Discussão [GD's]

Grupos de Discussão [GD's]

Os grupos de discussão são espaços de formação que ocorrerão no dia 25 de Julho. A ideia é acumular temas pertinentes para o movimento estudantil de ciências sociais. O acumulo nos espaços é de suma importância pois os GD’s são encaminhativos para a plenária final, por tanto não deixe de participar!

Quais são os GD’s?

GD 1 – Remoções Urbanas e Rurais:

O debate apresentado no GD procura girar em torno das questões acerca da dinâmica de reprodução do capital e os impactos que as expropriações que ocorrem constantemente no campo e na cidade trazem para a vida dos trabalhadores brasileiros , procurando salientar como afetam seu cotidiano e trazem a necessidade de resistência e luta por parte dos atingidos e de todos os que se propõem a repensar nosso modo de socialização.

 Facilitadores: Movimento de Luta em Defesa da Moradia

GD 2 – ABECS:

Debate acerca da Associação Brasileira do Ensino de Ciências Sociais, sua articulação, seus objetivos e a necessidade de organizar à nível nacional as pautas e demandas da profissão docente nas Ciências Sociais

 Facilitador: Willian Nunes – UFSM

GD 3 – Educação (Conjuntura Universitária e Mobilização Estudantil):

O GD se propõe a uma análise das grandes mobilizações que houve na educação no último ano, na perspectiva de fazermos um balanço sobre nossas demandas e como nossa organização tem respondido a isso. A discussão abarcará também a avaliação sobre o CNGE – Comando Nacional de Greve Estudantil e os instrumentos de luta que temos nos proposto a construir no campo da educação.

 Facilitador: Rafael Macedo – UFSM

GD 4 – PIBID/ Ciências Sociais:

O GD procura abordar as principais problemáticas encontradas na prática da profissão docente no ensino médio, tentando conectar a nossa formação acadêmica, através dos relatos do bolsista do PIBID com a nossa prática profissional cotidiana, através da contribuição de um professor de Sociologia no Ensino Médio. A ideia é problematizar a dissociação entre teoria e prática e apontar caminhos que possam nos ajudar a pensar e repensar a nossa formação e atuação docentes.

 Facilitadoras: Joyce Carvalho – UFRRJ e Vanessa Goara – UFC

 GD 5 – Meio Ambiente:

Os impactos causados pela lógica destrutiva do capital no meio ambiente tem sido tema de muitos debates calorosos sobre a necessidade ou não de se repensar a totalidade do nosso modo de produção. Seria possível um capitalismo verde? Até que ponto nossa vida em sociedade corre riscos na medida em que se relaciona diretamente com o meio ambiente e as consequências visíveis de uma lógica destrutiva de produção. Todas essas questões deverão nortear o GD de meio ambiente.

Facilitadora: Manuela Terceiro – Instituto do Movimento Operário – IMO UECE

GD 6 – Sexualidade e Gênero:

Pretende-se colocar no centro do debate a questão social da sexualidade e de como ela se relaciona com as formas sociais das relações que desenvolvemos. Além disso, trazer à luz da crítica a dimensão do significado das construções de gênero e seus impactos no cotidiano de uma sociedade dividida em classes e por isso mesmo marcada pelas desigualdades e opressões.

Facilitadores: Bando 17 de Maio e coletivo Mucama

GD 7 – Identidade/Etnia/Religião:

O GD aborda as principais questões ligadas ao debate sobre etnia e identidade, procurando interliga-los, entendo que são momentos de um mesmo processo. A discussão sobre religião aparece como fenômeno de afirmação étnica e identitária, se constituindo, em muitos casos, como mecanismo de resistência, o que se relaciona diretamente com o questionamento sobre que sociedade e sobre a raiz dos conflitos identitários, étnicos e religiosos que acompanhamos diariamente.

 Facilitadores: Eliakin, Ronaldo e Daniele – Grupo de Estudos e Pesquisas Étnicas – GEPE UFC

GD 8 – Movimentos Sociais:

Pretende-se abordar as diferentes perspectivas dos movimentos sociais hoje, dimensionando sua importância na configuração atual da sociedade em que vivemos. São três os diferentes campos dos movimentos à serem abordados no GD: 1) Juventude; 2)Movimento Popular; 3) Movimento Sindical.

 Facilitadores: Leonardo Vieira – UFC e Professor Epitácio Macário – UECE

GD 9 – Formação Profissional do Cientista Social:

Tendo em vista as inúmeras Reformas Curriculares pelas quais cursos de Ciências Sociais tem passado nos últimos 5 anos em todo o Brasil, somando-se a isso, a implementação da obrigatoriedade da sociologia no ensino médio, em 2009, procura-se nortear o debate em cima das questões que atingem diretamente nossa atuação profissional e a questão que não se cala ao terminarmos a graduação: Quê Fazer?

Facilitadores: Priscila Prix Rodrigues UFRGS e Professor Elson Moura – UEFS

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Faltam 15 dias galere!

o_grito

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário